Analise Sensorial, Sem categoria

O vinho e seus aromas

img_8990-e1522809809593.jpg
Roda de aromas no evento vinhos de Portugal

Se você gosta de vinho, já deve ter ouvido falar sobre os prováveis aromas que podem ser sentidos ao cheirarmos a bebida. É um tal de frutado, herbáceo, mineral, couro, etc.  Mas, de onde vem todos esses aromas se estamos falando de uma bebida produzida de apenas uma fruta, afinal?

A verdade é que apesar de existir bastante mistério em torno do fato, os aromas do vinho se dão através de pura química!

As diversas uvas utilizadas para a produção do vinho possuem composição orgânica semelhante a outras frutas, flores e herbáceos, o que explica seus aromas, sendo que o vinho apresenta três estágios de aromas.

A uva Cabernet Sauvignon pode lembrar à aromas de frutas vermelhas, pimentão, orégano, assim como, a Sauvignon Blanc, de frutas cítricas e capim limão, e esses são os aromas primários, originados das uvas, que por sua vez possuem a semelhança celular entre os compostos citados acima.

Mas e quando alguém diz que um vinho tem aromas iogurte, pão, chocolate? Esses seriam os chamados aromas secundários, originados no momento da fermentação da bebida, ou seja, quando o suco de uva passa algum tempo em cubas/barris de madeira ou tanques de aço inox, adquire novas características aromáticas, somadas às provenientes das uvas.

O terceiro estagio de aromas provem do ultimo descanso da bebida na vinícola. O mosto da uva já convertido em álcool passa mais um tempo estagiando em barris ou tanques, ou até mesmo, já engarrafado descansa por algum tempo nos porões, o que vai aprimorar seus aromas e evoluir para frutas secas ou em compota, pão tostado, fumo, baunilha, couro, mato, entre tantos outros.

O que vale lembrar é que desde o momento do plantio ao engarrafamento da bebida, a uva adquire características celulares que tornam os vinhos tão emblemáticos, sendo uma fruta que ativa e brinca com a nossa memória olfatoafetiva, nos fazendo lembrar de cheiros sentidos há anos, e por isso, tão valorizados pelos especialistas e apaixonados pela bebida de baco.

É impossível esgotarmos um assunto tão vasto como os aromas do vinho, assim como seus sabores, histórias, etc. A ideia aqui é fornecermos instrumentos que facilitem o entendimento dessa bebida tão simples, mas que por diversas vezes gera duvidas e mitos, e passa por bebida chique e difícil, quando na verdade precisa somente ser descomplicada, já que é deliciosa e capaz de despertar sentidos, unir as pessoas, relaxar, e trazer muito conhecimento a quem busca se aprofundar. Viva o vinho!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s